2 Crônicas 20:21:

21 E aconselhou-se com o povo, e ordenou cantores para o SENHOR, que louvassem à Majestade santa, saindo diante dos armados, e dizendo: Louvai ao SENHOR porque a sua benignidade dura para sempre.

Gosto de filmes medievais. Aprecio as estratégias dos generais e seus exércitos. Nesses filmes, muitas vezes, tropas pequenas, com uma boa estratégia, conseguem vencer grandiosos e numerosos exércitos. O Antigo Testamento está repleto de histórias assim. Gostaria de convidar você a ler a nossa passagem de hoje, desde o versículo 1, para entender melhor a história. Duas coisas me chamam a atenção aqui: a primeira é a oração de Jeosafá, reconhecendo a total dependência de Deus (v. 12). A segunda é a forma que Deus lhes dá o livramento, por meio do louvor (v. 22). Muitas vezes, nos desesperamos diante de problemas e tribulações e trocamos o louvor pela murmuração. Devemos aprender a sermos totalmente dependentes de Deus. Por mais difícil que seja, devemos louvar ao Criador, de todo o nosso coração, em meio às batalhas, porque é Ele quem peleja por nós.

Artigos Relacionados

Os efeitos da morte de Jesus I, sábado
  E Jesus, clamando outra vez com grande voz, rendeu o espírito. E eis que o véu do templo se rasgou em dois, de alto a baixo; e tremeu a terra...
Salvo do quê? segunda-feira
  E eles disseram: Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo, tu e a tua casa.     Atos dos Apóstolos 16:31  A salvação é uma obra...
O pecado de Sansão, sábado
  Mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver;     1 Pedro 1:15 Sansão era um...
O pecado de Salomão, segunda-feira
  E sucedeu, naquele dia, que, estando Eli deitado no seu lugar (e os seus olhos começavam a escurecer, pois não podia ver),     1...