2 Crônicas 20:21:

21 E aconselhou-se com o povo, e ordenou cantores para o SENHOR, que louvassem à Majestade santa, saindo diante dos armados, e dizendo: Louvai ao SENHOR porque a sua benignidade dura para sempre.

Gosto de filmes medievais. Aprecio as estratégias dos generais e seus exércitos. Nesses filmes, muitas vezes, tropas pequenas, com uma boa estratégia, conseguem vencer grandiosos e numerosos exércitos. O Antigo Testamento está repleto de histórias assim. Gostaria de convidar você a ler a nossa passagem de hoje, desde o versículo 1, para entender melhor a história. Duas coisas me chamam a atenção aqui: a primeira é a oração de Jeosafá, reconhecendo a total dependência de Deus (v. 12). A segunda é a forma que Deus lhes dá o livramento, por meio do louvor (v. 22). Muitas vezes, nos desesperamos diante de problemas e tribulações e trocamos o louvor pela murmuração. Devemos aprender a sermos totalmente dependentes de Deus. Por mais difícil que seja, devemos louvar ao Criador, de todo o nosso coração, em meio às batalhas, porque é Ele quem peleja por nós.

Artigos Relacionados

As alianças divinas, sábado
  Ora, o Deus de paz, que pelo sangue da aliança eterna tornou a trazer dos mortos a nosso Senhor Jesus Cristo, grande pastor das ovelhas...
A biblioteca de Deus, sexta-feira
  Para sempre, ó SENHOR, a tua palavra permanece no céu.     Salmos 119:89  Do começo ao fim, a Bíblia Sagrada está escrita com...
Formação do cânon bíblico, quinta-feira
  Santifica-os na tua verdade; a tua palavra é a verdade.     João 17:17  Na minha infância, todas as férias eu ia para a casa de...
Formação do cânon bíblico, sexta-feira
  Lâmpada para os meus pés é tua palavra, e luz para o meu caminho.     Salmos 119:105  Quantas vezes nos vemos em situações onde...