Porque não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; porém, um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado.    

Hebreus 4:15

sumo sacerdote, quando ainda existia o templo, adentrava uma vez por ano no lugar santíssimo e, antes de oferecer os sacrifícios pelos pecados do povo, ele primeiro oferecia sacrifícios pelos seus próprios pecados, pois era um homem como qualquer outro, também sujeito a fraquezas. Mas o Filho de Deus não tinha uma natureza pecaminosa, embora estivesse sujeito a tentações, justamente por estar na carne. Como homem, Ele pôde experimentar o que é viver nesse mundo decaído, e pela Sua muita misericórdia, ele ofereceu a Si mesmo como sacrifício. Por isso, não temos um deus distante que só nos cobra perfeição. Pelo contrário, Ele morreu em nosso lugar, Ele muda nosso coração e nos dá o Seu Espírito, para que vivamos pela graça do seu amor!

Artigos Relacionados

O pecado de Jonas, sexa-feira
  Então Jonas saiu da cidade, e sentou-se ao oriente dela; e ali fez uma cabana, e sentou-se debaixo dela, à sombra, até ver o que aconteceria...
A natureza do pecado, sábado
  Assim trouxeram os sacerdotes a arca da aliança do SENHOR ao seu lugar, ao oráculo da casa, ao lugar santíssimo, até debaixo das asas dos...
O comprometimento consigo mesmo, quinta-feira
  Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo, e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus.     1...
O comprometimento com Deus, segunda-feira
  Não se aparte da tua boca o livro desta lei; antes medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer conforme a tudo quanto nele est...