Por onde quer que saíam, a mão do SENHOR era contra eles para mal, como o SENHOR tinha falado, e como o SENHOR lhes tinha jurado; e estavam em grande aflição.    

Juízes 2:15 

Faleceu Josué, o líder fiel e também toda aquela geração. A vontade divina era que os pais passassem a lei e os valores morais para a geração seguinte. Isto não aconteceu. A negligência dos israelitas quanto às ordenanças do Senhor e sem o conhecimento das obras grandiosas que Deus fizera, levou a nova geração a servir aos deuses falsos dos povos que viviam à sua volta. A ira do Senhor se acendeu contra eles e foram levados ao castigo. Os acontecimentos envolvendo o povo de Israel lembra-nos o que acontece quando as pessoas se afastam do Deus verdadeiro, esquecendo a Sua lei, os Seus mandamentos. Por outro lado, o arrependimento sincero atrai o perdão divino conforme o salmista falou: “Contigo, porém, está o perdão, para que sejas temido” (Salmos 130:4). Realmente, a disciplina de Deus pode ser um instrumento de misericórdia levando as pessoas ao arrependimento e à comunhão com o Senhor.

Artigos Relacionados

Os dons do Espírito Santo, domingo
  Ou o que exorta, use esse dom em exortar; o que reparte, faça-o com liberalidade; o que preside, com cuidado; o que exercita misericórdia,...
A obra do Espírito Santo na revelação e na inspiração, quinta-feira
  Na verdade, há um espírito no homem, e a inspiração do Todo-Poderoso o faz entendido.     Jó 32:8  Podemos achar que somos sá...
A amargura do povo de Israel
  ORA, tinham jurado os homens de Israel em Mizpá, dizendo: Nenhum de nós dará sua filha por mulher aos benjamitas. Veio, pois, o povo a Betel...
O povo de Deus em guerra interna
  E sucedeu que cada um que via aquilo dizia: Nunca tal se fez, nem se viu desde o dia em que os filhos de Israel subiram da terra do Egito, at...