Toda a iniqüidade é pecado, e há pecado que não é para morte.    

1 João 5:17 

No contexto João afirma que as orações do crente são respondidas por Deus e fala da importância de orarmos uns pelos outros (v 16 e 17), especialmente se alguém vir um irmão pecar. João fala do pecado pelo qual não devemos orar, o pecado imperdoável, aquele que Jesus falou em Mateus 12:31-32. Se o pecado for cometido deliberadamente, em atrevido desafio a Deus e persistentemente a pessoa se recusa a se arrepender e pedir perdão, é pecado que leva à morte. A Bíblia fala do pecado contra o Espírito Santo que consiste em não aceitar a salvação que Deus oferece. É o pecado do homem que persiste em perseverar no mal e recusa a remissão dos pecados, a redenção no amor de Jesus Cristo. Deus honra as escolhas das pessoas, seja recusar, seja aceitar o convite de Cristo (Lucas 13:34); Ele não força o pecador ao arrependimento, nem força o homem a permanecer fiel e obediente. Todo ser humano tem a liberdade de escolher o que deseja para sua vida, mas por essas escolhas cada um será responsável. Pela misericórdia de Deus há perdão e vida para os que buscam a graça que Ele concede.

Artigos Relacionados

A impecabilidade de Jesus Cristo, sábado
  O qual não cometeu pecado, nem na sua boca se achou engano.     1 Pedro 2:22  O mundo está cheio de pecado e maldade. Pouco se tem...
A impecabilidade de Jesus Cristo, quarta-feira
  Quem dentre vós me convence de pecado? E se vos digo a verdade, por que não credes?     João 8:46 A complexidade da missão de...
A impecabilidade de Jesus Cristo, domingo
  Porque não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; porém, um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem...
"kenosis" - O Esvaziamento do Deus-Filho, quarta-feira
  Porque não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; porém, um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem...