Bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus;

Mateus 5:10

INTRODUÇÃO

   As bem-aventuranças que estamos estudando, trazem um contraste entre o que o mundo julga como sendo motivos de alegria e o que de fato deve ser motivo de felicidade para o cidadão celestial. O tipo de pessoas a quem Jesus se refere como sendo mais do que felizes, são justamente as mais infelizes do ponto de vista secular. Por isso, este conceito de felicidade apresentada por Jesus, só pode ser entendido e experimentado pelos cidadãos do Reino de Deus. Estudaremos hoje sobre a oitava bem-aventurança. Jesus ensina sobre a felicidade do crente, afirmando que o servo de Deus deve se alegrar também, quando sofrer perseguição, injúrias caluniosas e mentiras por causa das marcas de Cristo em sua vida. Assim como ser limpo de coração, pacificador e misericordioso ser perseguido é uma das características do crente também. Neste estudo abordaremos sobre o que de fato significa ser perseguido por causa de Cristo. Veremos também como em toda a história os servos fiéis de Deus foram perseguidos e alguns inclusive foram mortos por sua fidelidade ao Senhor.

   Que juntos possamos refletir sobre como temos vivido em meio a um sistema que se opõe ao Evangelho e entender que se formos fiéis aos princípios e valores estabelecidos por Deus, devemos estar preparados para sofrer perseguição em algum momento de nossa caminhada. Que permaneçamos fiéis a Deus mesmo em meio às perseguições que sofremos ou que viermos a sofrer, pois Jesus afirmou: “Exultai e alegrai-vos, porque é grande o vosso galardão nos céus; porque assim perseguiram os profetas que foram antes de vós” (Mateus 5:12 ACF).

 

QUEM SÃO OS PERSEGUIDOS?

   Será que em nosso país existe perseguição religiosa? Sem dúvida sim, um exemplo recente é do Pastor Jorge Linhares da Igreja Batista Getsêmani em Belo Horizonte que foi intimado pelo Ministério Público do Estado de Minas Gerais, para prestar depoimento no dia 02 de agosto de 2021 às 15h, na condição de investigado, por declarar que: “A bíblia é a palavra de Deus, e que ela afirma que homem é homem e mulher é mulher, menino é menino e menina é menina53.

   Além do Pastor Jorge Linhares muitos outros pastores e líderes de ministério já tiveram que dar explicações na justiça por apenas declarar o que a bíblia diz em especial sobre a discussão sobre gênero e sexualidade. Além de Pastores e líderes muitos Cristãos já perderam emprego ou sofreram algum tipo de perseguição por não negarem sua fé e defenderem publicamente seus princípios de fé e valores que estão pautadas na bíblia. Não vemos muito isso sendo noticiado porque em primeiro lugar o povo cristão é ordeiro em na maioria das vezes sofrem calados todo tipo de perseguição e ataques. O outro motivo é o fato que perseguição religiosa cristã nunca foi pauta que interesse aos grandes veículos de impressa, é importante frisar que qualquer outro tipo de perseguição vira notícias e ganha as manchetes, enquanto diariamente cristão são perseguidos e mortos em vários países apenas por não negarem sua fé mas nada vemos nos grandes jornais, por outro lado quando nos pronunciamos somos massacrados. Este sem dúvida é um exemplo da grande perseguição que sofremos em nosso país.

   Jesus afirma que bem-aventurado são os cristãos que são perseguidos por causa da justiça (V.10) e por causa dEle (V.11). Em todos os lugares do mundo existem cristãos sendo perseguidos por não negarem os princípios e valores estabelecidos pela Palavra de Deus, estes homens e mulheres não tem negado sua fé em Deus e sofrem todo tipo de perseguição que vão desde perca de propriedades até mesmo suas vidas aqui na terra. É importante ressaltar que os bem-aventurados são os que são perseguidos por causa do Evangelho, por causa de Cristo, não por fanatismo religioso, nem tampouco por posicionamentos políticos ou culturais.

   Paulo exorta Timóteo dizendo: “todos os que piamente querem viver em Cristo Jesus padecerão perseguições” (2 Timóteo 3:12 ACF). Por isso não devemos nos surpreender com a perseguição e sim orar para que Deus nos fortaleça a passar por ela sem negar a nossa fé.

 

PORQUE SÃO PERSEGUIDOS?

   Jesus afirmou: “Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós, me odiou a mim. Se vós fôsseis do mundo, o mundo amaria o que era seu, mas porque não sois do mundo, antes eu vos escolhi do mundo, por isso é que o mundo vos odeia. Lembrai-vos da palavra que vos disse: Não é o servo maior do que o seu senhor. Se a mim me perseguiram, também vos perseguirão a vós” (João 15:18-20 ACF). A perseguição aos cristãos em todo o mundo é uma evidência do conflito entre dois sistemas de valores irreconciliáveis. Nossa sociedade não tem amizade com Deus nem com o povo de Deus. Quer gostemos quer não, estamos em conflito com o mundo, pois somos diferentes e temos atitudes diferentes. O mundo estimula o orgulho e não a humildade. O mundo incentiva o pecado, especialmente se for possível escapar impunes. O mundo está em guerra com Deus, enquanto Deus deseja se reconciliar com seus inimigos e recebê-los como filhos. 

   Jonh Stott no livro a mensagem do sermão do monte afirma: Não deveremos nos surpreender se a hostilidade anticristã aumentar, mas, antes, se ela não existir. Precisamos nos lembrar do infortúnio complementar registrado por Lucas: “Ai de vós, quando vos louvarem!” (Lucas 6:26a). A popularidade universal está para os falsos profetas, assim como a perseguição para os verdadeiros55.

   Em nossos dias a apresentação e reputação de alguns líderes consiste em sua formação acadêmica, conhecimento intelectual, viagens missionárias entre outros atributos, é isso que é evidenciado ao apresentar esses homens às igrejas por onde passam e, sem dúvida, tudo isso é louvável, mas ao olharmos para a forma que o apóstolo Paulo se apresenta à igreja de Corinto deveríamos rever nossos conceitos: “São ministros de Cristo? (falo como fora de mim) eu ainda mais: em trabalhos, muito mais; em açoites, mais do que eles; em prisões, muito mais; em perigo de morte, muitas vezes. Recebi dos judeus cinco quarentenas de açoites menos um. Três vezes fui açoitado com varas, uma vez fui apedrejado, três vezes sofri naufrágio, uma noite e um dia passei no abismo; Em viagens muitas vezes, em perigos de rios, em perigos de salteadores, em perigos dos da minha nação, em perigos dos gentios, em perigos na cidade, em perigos no deserto, em perigos no mar, em perigos entre os falsos irmãos; Em trabalhos e fadiga, em vigílias muitas vezes, em fome e sede, em jejum muitas vezes, em frio e nudez. Além das coisas exteriores, me oprime cada dia o cuidado de todas as igrejas”. (2 Coríntios 11:23-28 ACF).

   “Sofrer é bem-aventurança, ainda, quando sofremos por causa de nosso relacionamento com Cristo (5.11). O mundo não odeia o cristão, mas odeia a justiça, odeia a Cristo nele. Não é a nós que o mundo odeia primariamente, mas à verdade que representamos. O mundo está atrás de Cristo, é a ele que o mundo ainda está tentando matar. O mundo odiou Jesus e o levou à cruz. Assim, quando o mundo vê Cristo em sua vida, em suas atitudes, o mundo também odiará você”.

 

A PERSEGUIÇÃO NO RELATO BÍBLICO

   Em toda a história bíblica encontramos relatado histórias de pessoas que foram perseguidas por causa de sua fé, Hebreus capítulo onze lista alguns dos heróis da fé, e o autor conclui esse capítulo dizendo: “Os quais pela fé venceram reinos, praticaram a justiça, alcançaram promessas, fecharam as bocas dos leões, Apagaram a força do fogo, escaparam do fio da espada, da fraqueza tiraram forças, na batalha se esforçaram, puseram em fuga os exércitos dos estranhos. As mulheres receberam pela ressurreição os seus mortos; uns foram torturados, não aceitando o seu livramento, para alcançarem uma melhor ressurreição; E outros experimentaram escárnios e açoites, e até cadeias e prisões. Foram apedrejados, serrados, tentados, mortos ao fio da espada; andaram vestidos de peles de ovelhas e de cabras, desamparados, aflitos e maltratados (Dos quais o mundo não era digno), errantes pelos desertos, e montes, e pelas covas e cavernas da terra” (Hebreus 11:33-38 ACF).

   Quantos personagens poderíamos citar que sofreram perseguição apenas por serem fiéis a Deus. Homens como Abel que foi morto por seu irmão por ter oferecido um culto a Deus de forma correta. José vendido por seus irmãos como escravo. Hananias, Misael e Azarias lançados na fornalha por não se curvarem à estátua de Nabucodonosor. Daniel lançado na cova dos leões por não deixar de orar ao Deus de Israel. Hernandes Dias Lopes escreve que:

   “Os apóstolos de Cristo foram perseguidos de forma implacável. André, irmão de Pedro, foi amarrado na cruz para ter morte lenta. Pedro ficou preso nove meses e depois foi crucificado de cabeça para baixo. Paulo foi decapitado por ordem de Nero. Tiago foi passado ao fio da espada por ordem de Herodes Agripa I. Mateus, Bartolomeu e Tomé foram martirizados. João foi deportado para a ilha de Patmos”.

   “A igreja primitiva foi implacavelmente perseguida. Os cristãos foram expulsos de Jerusalém. Eles foram espalhados pelo mundo. Nero iniciou uma sangrenta perseguição contra a igreja. Alguns crentes eram jogados aos leões esfaimados da Líbia. Outros eram queimados na fogueira. Os crentes eram untados com resina e depois incendiados vivos para iluminar os jardins de Roma. Alguns crentes eram enrolados em peles de animais para os cães de caça morderem. Os crentes eram torturados e esfolados vivos. Chumbo fundido era derramado sobre eles. Placas de latão em brasa eram fixadas nas partes mais frágeis do corpo. Partes do corpo eram cortadas e assadas diante dos seus olhos”.

   Todos estes fatos confirmam com o que Lucas registrou: “E fez-se naquele dia uma grande perseguição contra a igreja que estava em Jerusalém; e todos foram dispersos pelas terras da Judéia e de Samaria, exceto os apóstolos” (Atos dos Apóstolos 8:1).

 

A PERSEGUIÇÃO AOS CRISTÃOS NO DECORRER DA HISTÓRIA

   Existem muitos registros das muitas perseguições que os cristãos sofreram, como as do imperador Nero por volta do ano 67 d.C, Nero incendiou Roma e este incêndio durou aproximadamente seis dias e muitas pessoas morreram, Nero culpou os Cristãos pelo incêndio e assim pôde perseguir e matar com requintes de crueldade muitos seguidores de Cristo. John Fox no livro dos mártires relata que Nero inclusive refinou suas crueldades e inventou todo tipo de castigos contra os cristãos que pudessem ter sido inventado pela mais infernal imaginação. Esta perseguição foi geral por todo o Império Romano; porém mais bem aumentou que diminuiu o espírito do cristianismo. Foi durante esta perseguição que foram martirizados Paulo e Pedro.

   Por volta de 81 D.C o imperador Domiciano suscitou uma grande perseguição aos Cristãos, entre os numerosos mártires que sofreram durante esta perseguição estavam Simeão, bispo de Jerusalém, que foi crucificado, e João, que desterrado em Patmos. Durante este reinado criaram várias histórias, com o fim de prejudicar os cristãos. Tal era a paixão dos pagãos que toda fome, epidemia ou terremoto que assolasse qualquer das províncias romanas, era atribuída aos cristãos. Estas perseguições contra os cristãos aumentaram o número de informantes, e muitos, movidos pela cobiça, testemunharam em falso contra as vidas de inocentes. Tudo isso comprova o que Jesus predisse que os cristãos seriam alvo de mentiras e calúnias.

   Muitas outras perseguições aconteceram por ordem de outros imperadores romanos e em várias outras partes do mundo. Infelizmente continuam acontecendo perseguições aos cristãos.

   A Missão Portas Abertas denuncia a perseguição religiosa a cristãos e apresenta em seu site uma classificação da perseguição religiosa em todo o mundo. A lista relaciona 50 países segundo o nível de perseguição que cristãos enfrentam. Sua atualização é feita considerando-se os acontecimentos e o ambiente religioso do país ao longo do ano anterior. Os dez países onde os cristãos enfrentaram a maior pressão e violência atualmente segundo o Portas Abertas são: a Coreia do Norte, Afeganistão, Somália, Líbia, Paquistão, Eritreia, Iêmen, Irã, Nigéria e Índia. A Coreia do Norte há muitos anos continua a ser o lugar mais difícil do mundo para praticar o cristianismo.

 

SATANÁS MUDA SUA ESTRATÉGIA

   Quando pensamos em perseguição religiosa logo vem a nossa mente imagens como as já descritas nesse texto, pessoas sendo violentadas, espancadas, perseguidas, lançadas às feras e sendo mortas com requintes de crueldade. Infelizmente, em muitos países esse tipo de perseguição acontece. Mas é importante ressaltar que Satanás, astuto como é, tem usado outras formas para perseguir os cristãos e assim tentar destruir a Igreja do Senhor.

   Temos hoje à nossa disposição acesso a inúmeras plataformas e conteúdos bíblicos, bem como acesso aos mais variados tipos de pregadores e pregações, e assim como em um supermercado os cristãos podem escolher o que mais lhes agrada ou que lhes faz sentir bem, sem muitas vezes levar em conta se o que se está consumindo vem do Senhor ou apenas são invencionices humanas que não trarão crescimento e discernimento espiritual, apenas entretenimento. Somos uma geração que se deixa levar pelas frases de efeito, pelo show das luzes, estamos vivendo aquele momento que Paulo alertou Timóteo que chegaria quando disse: “Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências; E desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas” (2 Timóteo 4:3-4).

   Talvez alguns digam: mas o que isso tem a ver com perseguição? E pode parecer que não tenha nada a ver, mas na verdade tem. Essa estratégia é tão maléfica quanto para os cristãos quanto a perseguição física, pois Satanás tem atacado as mentes e inculcado ideias contrárias aos princípios bíblicos utilizando-se de homens e mulheres que usam a Bíblia com distorções e mentiras dizendo aquilo que Deus não disse e colocando a criatura no lugar do Criador. Esse pseudo evangelho pregado por falsos líderes cristãos tem levado muitas pessoas a crer em um Deus que nada exige, onde se pode ser cristão e continuar na vida de pecados porque “Deus é amor”. Em vários lugares onde Deus permitiu a perseguição aos Cristãos eles saíram fortalecidos, a Igreja cresceu e as portas do inferno não puderam resisti-la.

   A igreja foi chamada para pregar o Evangelho da salvação e para anunciar aos perdidos que se arrependam de seus pecados, mas em muitos momentos a Noiva de Cristo tem se concentrado em discussões políticas e filosóficas e esquecido seu principal objetivo. Tudo isso são estratégias de Satanás que o tempo todo persegue e busca destruir a Noiva de Cristo. Por isso é necessário que fiquemos em alerta para resistir a todas as investidas que o inimigo faz contra o povo de Deus.

 

COMO DEVEMOS AGIR DIANTE DA PERSEGUIÇÃO

   A perseguição não deve trazer tristeza, e sim alegria (v. 12). Parece loucura alguém ficar feliz devido aos sofrimentos, mas não é! O fator que desencadeia a alegria não é o sofrimento em si, mas a recompensa de termos o reino dos céus acompanhado do galardão que será entregue a cada um! Sobre a perseguição aos cristãos o autor John Stott declara:

   Não devemos nos vingar como o incrédulo, nem ficar de mau humor como uma criança, nem lamber nossas feridas em autopiedade como um cão, nem simplesmente sorrir e suportar tudo como um estoico, e muito menos fazer de conta que gostamos disso como um masoquista. Então, como agir? Devemos nos regozijar como um cristão, e até mesmo saltarde alegria (Lucas 6:23 NVI).Por quê? Em parte porque, Jesus acrescentou, é “grande o vosso galardão nos céus” (v. 12). Podemos perder tudo aqui na terra, mas herdaremos tudo nos céus, não como uma recompensa meritória, mas porque a promessa da recompensa é gratuita. E, por outro lado, porque a perseguição é um sinal de genuinidade, um certificado da autenticidade cristã, “pois assim perseguiram aos profetas que viveram antes de vós” (v. 12). Se somos perseguidos hoje, pertencemos a uma nobre sucessão. Mas o motivo principal pelo qual deveríamos nos regozijar é porque estamos sofrendo, disse ele, “por minha causa” (v. 11), por causa de nossa lealdade para com ele e para com os seus padrões de verdade e de justiça. Certamente os apóstolos aprenderam esta lição muito bem, pois, tendo sido açoitados pelo Sinédrio, “eles se retiraram… regozijando-se por terem sido considerados dignos de sofrer afrontas por esse Nome” (Atos dos Apóstolos 5:41). Eles sabiam, assim como nós devemos saber, que ferimentos e contusões são medalhas de honra.

 

CONCLUSÃO

   O Cristão não deve ficar surpreso quando a perseguição chegar, a bíblia está repleta de exortações nos informando que todo cristão em algum momento sofrerá pelo evangelho. Por outro lado tão certo como as perseguições, as promessas de livramento e da glória no porvir também se cumprirão, e isso deve nos mantes animados e dispostos a sofrer pelo evangelho. Lembremos a promessa do apóstolo Paulo em Romano 8.18 “para mim tenho por certo que as aflições deste tempo presente não são para comparar com a glória que em nós há de ser revelada”. E também do versículo 35-39: “Quem nos separará do amor de Cristo? A tribulação, ou a angústia, ou a perseguição, ou a fome, ou a nudez, ou o perigo, ou a espada? Como está escrito: Por amor de ti somos entregues à morte todo o dia; Somos reputados como ovelhas para o matadouro. Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou. Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir, Nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor (Romanos 8:18-35-39).

 

QUESTÕES PARA DISCUSSÃO EM CLASSE

1. Você já sofreu algum tipo de perseguição por causa de sua fé? Compartilhe com a classe se possível.

R.

2. Você acredita que em nosso país existe perseguição religiosa?

R.

3. Você já sofreu perseguição por causa da guarda do sábado?

R.

4. Jesus nos diz que devemos nos alegrar ao sermos perseguidos por causa do Evangelho. É fácil fazer isso?

R.

5. O quanto você sabe sobre a perseguição da Igreja na História e em nossos dias?

R.

6. Você acha importante estudar sobre a Igreja perseguida?

R.

Related Articles

Bem-aventurados serão se praticarem, domingo
Nada façais por contenda ou por vanglória, mas por humildade; cada um considere os outros superiores a si mesmo. Filipenses 2:3...
Bem-aventurados os que não viram e creram
Disse-lhe Jesus: Porque me viste, Tomé, creste; bem-aventurados os que não viram e creram. João 20:29...
Bem-aventurados os que não viram e creram, sábado
Pela fé deixou o Egito, não temendo a ira do rei; porque ficou firme, como vendo o invisível. Hebreus 11:27...
Bem-aventurados os que não viram e creram, sexta-feira
Pela fé Noé, divinamente avisado das coisas que ainda não se viam, temeu e, para salvação da sua família, preparou a arca, pela qual condenou o...