Mas ele se indignou, e não queria entrar.    

Lucas 15:28 

Este versículo apresenta uma situação tipicamente humana. A revolta do filho mais velho é compreensível; a compaixão do pai é compreensível. Porém uma terceira pessoa está causando um desgaste emocional entre o pai e o filho mais velho, e isto é inconcebível! E tudo isso por causa da saída abastada e a volta miserável do mais novo e a benignidade do pai! Há três pontos de vista aqui: primeiro, o causador do constrangimento familiar reconhecer os seus erros, arrepender-se e voltar para casa; e voltou humilde para mostrar-se arrependido. Esse é o primeiro passo do cristão, o arrependimento; segundo, o pai compadeceu-se e perdoou o filho, isso é característica divina; e terceiro, o filho mais velho julgou e condenou o caçula. Isto não é função humana, mas infelizmente muitos se julgam deuses!

Artigos Relacionados

O filho pródigo
  E, poucos dias depois, o filho mais novo, ajuntando tudo, partiu para uma terra longínqua, e ali desperdiçou os seus bens, vivendo...
A ovelha perdida
  Porque o Filho do homem veio salvar o que se tinha perdido.     Mateus 18:11 Qual o valor do ser humano? Quais os critérios usados para...
O filho pródigo, sábado
  1 PORTANTO, és inescusável quando julgas, ó homem, quem quer que sejas, porque te condenas a ti mesmo naquilo em que julgas a outro; pois tu...
O filho pródigo, sexta-feira
  E o filho lhe disse: Pai, pequei contra o céu e perante ti, e já não sou digno de ser chamado teu filho.     Lucas 15:21  O ato de...