Salmos 85:1-13

É reconfortante a fé que vemos no salmista, ao dizer que, não importa o quão profundo sejam as trevas deste mundo, nada poderá esconder-nos da face do Senhor; não importa quão injusto é o mundo, Deus julgará com equidade; e que em meio ao arrependimento existe o perdão e misericórdia. Poucos entendem o real valor do Gólgota, das afrontas e zombarias que Jesus sofreu. Quando questionados, só sabemos dizer que foi para nos salvar. Mas há muito mais. Segundo Paulo, Jesus subiu triunfante para as alturas, levou cativos muitos prisioneiros, e deu dons aos homens, para o louvor de sua glória (Efésios 4:8). O maior sinônimo da palavra “justiça” é Jesus. Grandes maravilhas recebem aqueles que ousam confiar.

Artigos Relacionados

As promessas de Deus, segunda-feira
  E esta é a promessa que ele nos fez: a vida eterna.     1 João 2:25     Quando leio João 3:16 “Porque Deus amou o mundo de tal...
O Deus triuno, sexta-feira
  E nos predestinou para filhos de adoção por Jesus Cristo, para si mesmo, segundo o beneplácito de sua vontade,     Efésios 1:5 ...
Os atributos de Deus III
  Tu estás perto, ó SENHOR, e todos os teus mandamentos são a verdade.     Salmos 119:151  INTRODUÇÃO       Dando...
Os atributos de Deus III, sábado
  Ó profundidade das riquezas, tanto da sabedoria, como da ciência de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis os...