Salmos 138:1-3:

1 EU te louvarei, de todo o meu coração; na presença dos deuses a ti cantarei louvores. 2 Inclinar-me-ei para o teu santo templo, e louvarei o teu nome pela tua benignidade, e pela tua verdade; pois engrandeceste a tua palavra acima de todo o teu nome. 3 No dia em que eu clamei, me escutaste; e alentaste com força a minha alma.

Nossa sociedade está infestada de “deuses” inventados pelo mundo. Dos deuses de outras religiões aos que criamos para nós mesmos em trabalhos insignificantes, temos muitas coisas para nos desviar do Deus verdadeiro. Mas há somente um Senhor merecedor de todo o nosso louvor, e nós devemos louvá-lo dentre todos os outros deuses. Olhe em 1 Reis 18 quando Elias ficou diante dos profetas de Baal e clamou ao verdadeiro Deus; veja como ele louvou-o acima dos outros e como o Senhor lhe respondeu. Muitas pessoas voltaram-se para Deus naquele dia. Quando clamamos ao Deus verdadeiro e proclamamos seu nome, como Elias fez, o Senhor torna-nos audaciosos diante dos inimigos. Ele abençoa-nos quando o bendizemos, levando outras pessoas ao Senhor.

 

Lucas 11:13:

13 Pois se vós, sendo maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais dará o Pai celestial o Espírito Santo àqueles que lho pedirem?

 

 

Atos dos Apóstolos 2:1-4:

1 E, CUMPRINDO-SE o dia de Pentecostes, estavam todos concordemente no mesmo lugar; 2 E de repente veio do céu um som, como de um vento veemente e impetuoso, e encheu toda a casa em que estavam assentados. 3 E foram vistas por eles línguas repartidas, como que de fogo, as quais pousaram sobre cada um deles. 4 E todos foram cheios do Espírito Santo, e começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem.

 

O que seria de nossa vida sem o Espírito Santo? Os fiéis divergem quanto ao significado do Espírito Santo descendo sobre nós. Quaisquer que sejam os detalhes dos que acreditam em como ele manifesta-se nos fiéis, penso que todos podem concordar que, sem ele, nosso caminhar diário seria vazio. Deus deu o Espírito Santo como nosso guia e companhia por toda a nossa existência. Ele preencherá nossas vidas, todos os dias, dando-nos a confiança e o apoio necessários para sermos seguidores de Deus.

 

 

Lucas 11:9-12:

9 E eu vos digo a vós: Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e achareis; batei, e abrir-se-vos-á; 10 Porque qualquer que pede recebe; e quem busca acha; e a quem bate abrir-se-lhe-á. 11 E qual o pai de entre vós que, se o filho lhe pedir pão, lhe dará uma pedra? Ou, também, se lhe pedir peixe, lhe dará por peixe uma serpente? 12 Ou, também, se lhe pedir um ovo, lhe dará um escorpião?

Você já se sentiu culpado por não acreditar que algumas coisas não são importantes o suficiente para orar por elas? Eu posso ser uma mulher muito independente e, por isso, pedir ajuda torna-se muito difícil para mim. Há dois aspectos errados nisso. Primeiramente, não pretendemos encarar a vida sozinhos. Deus criou Eva, porque ele não achava bom Adão permanecer só. O Senhor pretende que nos apoiemos diariamente, não somente nas horas difíceis. Precisamos uns dos outros e devemos aprender a aceitar a ajuda do outro.

A outra pergunta a ser feita a si mesmo é a seguinte: quando você sente-se relutante em pedir ajuda, essa situação é semelhante à de seu amigo ou de um membro da família, que não pediu sua ajuda?

 

Lucas 18:1-17:

1 E CONTOU-LHES também uma parábola sobre o dever de orar sempre, e nunca desfalecer, 2 Dizendo: Havia numa cidade um certo juiz, que nem a Deus temia, nem respeitava o homem. 3 Havia também, naquela mesma cidade, uma certa viúva, que ia ter com ele, dizendo: Faze-me justiça contra o meu adversário. 4 E por algum tempo não quis atendê-la; mas depois disse consigo: Ainda que não temo a Deus, nem respeito os homens, 5 Todavia, como esta viúva me molesta, hei de fazer-lhe justiça, para que enfim não volte, e me importune muito. 6 E disse o Senhor: Ouvi o que diz o injusto juiz. 7 E Deus não fará justiça aos seus escolhidos, que clamam a ele de dia e de noite, ainda que tardio para com eles? 8 Digo-vos que depressa lhes fará justiça. Quando porém vier o Filho do homem, porventura achará fé na terra? 9 E disse também esta parábola a uns que confiavam em si mesmos, crendo que eram justos, e desprezavam os outros: 10 Dois homens subiram ao templo, para orar; um, fariseu, e o outro, publicano. 11 O fariseu, estando em pé, orava consigo desta maneira: Ó Deus, graças te dou porque não sou como os demais homens, roubadores, injustos e adúlteros; nem ainda como este publicano. 12 Jejuo duas vezes na semana, e dou os dízimos de tudo quanto possuo. 13 O publicano, porém, estando em pé, de longe, nem ainda queria levantar os olhos ao céu, mas batia no peito, dizendo: Ó Deus, tem misericórdia de mim, pecador! 14 Digo-vos que este desceu justificado para sua casa, e não aquele; porque qualquer que a si mesmo se exalta será humilhado, e qualquer que a si mesmo se humilha será exaltado. 15 E traziam-lhe também meninos, para que ele lhes tocasse; e os discípulos, vendo isto, repreendiam-nos. 16 Mas Jesus, chamando-os para si, disse: Deixai vir a mim os meninos, e não os impeçais, porque dos tais é o reino de Deus. 17 Em verdade vos digo que, qualquer que não receber o reino de Deus como menino, não entrará nele.

Podemos aprender uma lição com as crianças. Elas não têm fingimento ou problemas em perguntar o que querem ou do que precisam. Lembro-me de uma, na pré-escola, que contava que tinha orado por um membro doente da família. Em uma determinada vez, ela veio à aula e disse que o familiar estava bem. Sentia-se bastante alegre, mas não havia surpresa para ela. No seu coração puro, sabia que seu pedido seria atendido. Deus deseja que nós sejamos assim.

 

Lucas 11:5-8:

5 Disse-lhes também: Qual de vós terá um amigo, e, se for procurá-lo à meia-noite, e lhe disser: Amigo, empresta-me três pães, 6 Pois que um amigo meu chegou a minha casa, vindo de caminho, e não tenho que apresentar-lhe; 7 Se ele, respondendo de dentro, disser: Não me importunes; já está a porta fechada, e os meus filhos estão comigo na cama; não posso levantar-me para tos dar; 8 Digo-vos que, ainda que não se levante a dar-lhos, por ser seu amigo, levantar-se-á, todavia, por causa da sua importunação, e lhe dará tudo o que houver mister.

 

A persistência pode nos trazer muitas conquistas na terra. Aliada aos hábitos saudáveis de nos alimentar, ela pode levar à perda de peso, ao decréscimo dos níveis de colesterol e de açúcar no sangue. Persistência com exercício torna-nos saudáveis e em forma, dando-nos mais energia e mais anos de vida. Muitas crianças descobrem a persistência quando querem alguma coisa; e, freqüentemente, convencem seus pais a cederem embora eu não acredite que Deus, alguma vez, seja convencido e ceda. Creio que ele deseja que nós sejamos persistentes na oração. E o Senhor sempre responderá a elas! Algumas vezes, não na hora que queremos, mas ele sempre ouve e responde. Persistência na oração leva à bondade divina.