E a todo o homem, a quem Deus deu riquezas e bens, e lhe deu poder para delas comer e tomar a sua porção, e gozar do seu trabalho, isto é dom de Deus.

Eclesiastes 5:19 

O estudo desta semana se ocupará de relembrar a responsabilidade de cada salvo em Cristo sobre patrimônio que o Senhor nos confiou. Sabe-se que a palavra “patrimônio”, originariamente, refere-se ao conjunto de bens e direitos decorrentes da herança paternal. Sua origem remonta a antiga civilização romana. Adaptando-se tal conceito à vida do cristão em sua relação com a Igreja, podemos concluir que todos e cada um tem sua parcela de responsabilidade no zelo e manutenção dos bens que o Criador deixou à nossa disposição e fruição. Mostra-se relevante lembrar que a narrativa afirma: “Então Deus olhou tudo que tinha feito. Era excelente em todos os aspectos! Assim terminou o sexto dia” (Gn. 1:31). Portanto, Deus formou o universo e com Sua mão governa sendo Mantenedor de tudo e, com isso, fornece signifi cativo exemplo para cada um dos Seus filhos.

Artigos Relacionados

Mantendo a casa do Pai asseada e em ordem (zeladoria), terça-feira
E os filhos de Gérson terão a seu cargo, na tenda da congregação, o tabernáculo, a tenda, a sua coberta, e o véu da porta da tenda da congrega...
O mordomo das coisas que pertencem a Deus (uma reflexão sobre o patrimônio da igreja)
E tomou o SENHOR Deus o homem, e o pôs no jardim do Éden para o lavrar e o guardar. Gênesis 2:15  INTRODUÇÃO    Existem líderes,...
O mordomo das coisas que pertencem a Deus (uma reflexão sobre o patrimônio da igreja), sábado
Porque Deus não é Deus de confusão, senão de paz, como em todas as igrejas dos santos. 1 Coríntios 14:33  Inegavelmente, o texto acima foi...
O mordomo das coisas que pertencem a Deus (uma reflexão sobre o patrimônio da igreja), sábado
Porque Deus não é Deus de confusão, senão de paz, como em todas as igrejas dos santos. 1 Coríntios 14:33  Inegavelmente, o texto acima foi...