Mas, àquele que não pratica, mas crê naquele que justifica o ímpio, a sua fé lhe é imputada como justiça.    

Romanos 4:5 

Na Bíblia, consta que Abraão guardou os mandamentos, os preceitos, os estatutos e as leis de Deus (Gênesis 26:5). Porém Paulo mostra na carta aos Romanos que Abraão não foi justificado por obras, mas ele “creu em Deus, e isso lhe foi atribuído para justiça.” Paulo explica que, para quem trabalha, o salário não é considerado favor, mas dívida. Ora, se somos salvos pela graça, Deus não está concedendo a salvação por retribuição a algum ato nosso. Graça é favor imerecido. Paulo apresenta o exemplo de Abraão em um contexto em que explicava que todos estavam debaixo do pecado, tanto gregos quanto judeus, e estes últimos, só pelo fato de cumprir a lei, não tinham vantagem alguma sobre os primeiros, em relação à salvação. Infelizmente, muitos crentes se sentem orgulhosos pelo fato de crerem em Jesus e seguirem uma doutrina. Mas não temos do que nos orgulhar, devemos reconhecer que éramos pecadores e que foi por pura misericórdia que Deus nos alcançou. Assim, o mínimo que podemos fazer em agradecimento a isso, é tentar obedecer a Seus mandamentos e pregar a Sua Palavra para que outros também sejam alcançados.

Artigos Relacionados

As bênçãos da salvação
  21 Mas agora se manifestou sem a lei a justiça de Deus, tendo o testemunho da lei e dos profetas; 22 Isto é, a justiça de Deus pela fé em...
As bênçãos da salvação, sábado
  Olhai para mim, e sereis salvos, vós, todos os termos da terra; porque eu sou Deus, e não há outro.     Isaías 45:22 Nossa maior...
As bênçãos da salvação, sexta-feira
  39 E os que passavam blasfemavam dele, meneando as cabeças, 40 E dizendo: Tu, que destróis o templo, e em três dias o reedificas, salva-te a...
As bênçãos da salvação, quinta-feira
  6 E, apressando-se, desceu, e recebeu-o alegremente. 7 E, vendo todos isto, murmuravam, dizendo que entrara para ser hóspede de um homem...