Porque não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; porém, um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado.    

Hebreus 4:15 

A ideia de pecado traz-nos uma sensação de desconforto em relação à Deus e, ao mesmo tempo, de conformismo em relação à nossa humanidade, afinal de contas “ninguém é perfeito”. Como desculpas para nossos erros sempre usamos esses subterfúgios medíocres. Mas, a situação da humanidade perante um Deus Santo e Perfeito se agrava quando já não nos importamos mais em sermos pecadores. Devemos ter a consciência da culpa que carregamos e buscar, veementemente, a solução para essa desventura existencial. A saída é Cristo... Ele não só experimentou as amarguras desse mundo, como tornou-Se co-participante dos desastrosos resultados do pecado, porém, sem nunca ter pecado. Jesus é o Grande Sacerdote que nos pode conduzir ao Pai, porque nEle recebemos a habilidade de vencer nossos pecados e nos tornar santos e irrepreensíveis. Que a impecabilidade de Cristo venha a nosso favor a fi m de que sejamos aperfeiçoados em toda a nossa maneira de viver.

Artigos Relacionados

A impecabilidade de Jesus Cristo, sábado
  O qual não cometeu pecado, nem na sua boca se achou engano.     1 Pedro 2:22  O mundo está cheio de pecado e maldade. Pouco se tem...
A impecabilidade de Jesus Cristo
  E logo o Espírito o impeliu para o deserto.     Marcos 1:12    E ali esteve no deserto quarenta dias, tentado por Satanás. E...
A impecabilidade de Jesus Cristo, sexta-feira
  E perguntou-lhes: É lícito no sábado fazer bem, ou fazer mal? salvar a vida, ou matar? E eles calaram-se.     Marcos 3:4    E,...
A impecabilidade de Jesus Cristo, quarta-feira
  Quem dentre vós me convence de pecado? E se vos digo a verdade, por que não credes?     João 8:46 A complexidade da missão de...