Êxodo 6:2-8:

2 Falou mais Deus a Moisés, e disse: Eu sou o SENHOR. 3 E eu apareci a Abraão, a Isaque, e a Jacó, como o Deus Todo-Poderoso; mas pelo meu nome, o SENHOR, não lhes fui perfeitamente conhecido. 4 E também estabeleci a minha aliança com eles, para dar-lhes a terra de Canaã, a terra de suas peregrinações, na qual foram peregrinos. 5 E também tenho ouvido o gemido dos filhos de Israel, aos quais os egípcios fazem servir, e lembrei-me da minha aliança. 6 Portanto dize aos filhos de Israel: Eu sou o SENHOR, e vos tirarei de debaixo das cargas dos egípcios, e vos livrarei da servidão, e vos resgatarei com braço estendido e com grandes juízos. 7 E eu vos tomarei por meu povo, e serei vosso Deus; e sabereis que eu sou o SENHOR vosso Deus, que vos tiro de debaixo das cargas dos egípcios; 8 E eu vos levarei à terra, acerca da qual levantei minha mão, jurando que a daria a Abraão, a Isaque e a Jacó, e vo-la darei por herança, eu o SENHOR.

Por 400 anos, os israelitas viveram no Egito; grande parte desse tempo, no cativeiro. Neste ponto da leitura, Deus estava revelando-se como o poderoso Deus, cujo nome era YHWH (Yahweh). Ele revelou-se, antes de tudo, como o Deus que se importava, que ouvia o clamor do povo, e lembrou-se de sua aliança com eles (vv. 4-5). Todavia, mais importante que essa conjuntura, ele revelou-se como o poderoso Deus, o que podia investir contra a dinastia mais poderosa do mundo e resgatar (redimir) seu povo, dando-lhes uma herança.

Artigos Relacionados

A revelação de Deus
  Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo...
A revelação de Deus, sábado
  Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redarguir, para corrigir, para instruir em justiça;     2 Tim...
A revelação de Deus, sexta-feira
  Porque, qual dos homens sabe as coisas do homem, senão o espírito do homem, que nele está? Assim também ninguém sabe as coisas de Deus,...
A revelação de Deus, quinta-feira
  Ó profundidade das riquezas, tanto da sabedoria, como da ciência de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis os...